quinta-feira, 30 de maio de 2013

MANCANDO SE VAI AO LONGE...

Por conta de pendências dissertativas relacionadas a uma diferença de ênfase entre aquilo que descubro em relação à Boca do Lixo paulistana e aquilo que me sinto apto a discorrer teoreticamente, estou atrasado no que tange à entrega do material necessário para a minha qualificação no Mestrado em Comunicação Social de que faço parte. Isso explica a minha contribuição exígua em relação a este 'blog' nos últimos dias. Porém, ter visto "Os Maridos Traem... e as Mulheres Subtraem!" (1970, de Victor di Mello) na tarde de ontem crente de que seria uma pornochanchada desagradável me deixou empolgadíssimo: não apenas gostei muito da direção do filme como amei a participação tragicômica do David Cardoso (que satiriza a fama do galã musical Ronnie Von) e gargalhei com as intervenções da linguagem televisiva no filme, como, por exemplo, quando é repetida a piada do "no mato sem cachorro".

O protagonista José Vasconcelos é exageradamente histriônico e prejudica um tanto do frescor lingüístico do filme, mas o instante em que um dos maridos traídos (e traidores) pergunta à amante se há um militar no prédio, a constatação de que, numa cena de multidão de fãs do cantor vivido por David Cardoso, "a concentração de pessoas não era vista desde os campos de concentração", e a inteligência anárquica dalgumas 'gags' impulsionaram uma perspectiva de escrita necessária para a correção de meus prazos acadêmicos. Assim sendo, nesta quinta-feira ausentar-me-ei do espaço internético para redigir o meu trabalho. Desejem-me dedicação: irei precisar!

Wesley PC>

Nenhum comentário: