quinta-feira, 25 de agosto de 2011

O PERIGO DE SE APAIXONAR À PRIMEIRA VISTA (UM POUCO SOBRE O FILME DO XAVIER DOLAN, AINDA):

Recentemente, numa cerimônia de formatura, deparei-me com dois rapazes muito bonitos, que circulavam com formandos do curso de Letras. Descobri que um deles era irmão de uma grande amiga alter-ego e que o outro se parecia muito com o ator francês Johan Liberéau. Ambos eram francamente inacessíveis, portanto. Vendo “Amores Imaginários” (2010, de Xavier Dolan), ontem à noite, não pude deixar de pensar nestes dois rapazes na bela cena em que menino e menina apaixonados pelo mesmo rapazola loiro frustram-se por não estarem ao lado dele, enquanto este dança com uma rapariga de cabelos azuis. E a canção escolhida para emoldurar esta frustração foi “Pass This On”, constante do álbum “Deep Cuts” (2003), da dupla sueca The Knife:

“I'm in love with your brother
What's his name?
I thought I'd come by
To see him again
When you two danced
Oh what a dance
When you two laughed
Oh what a laugh
Has he mentioned my age love?
Or is he more into young girls with dyed black hair?
I'm in love with your brother
I thought I'd come by”


A lembrança emulada e inacessível destes rapazes bonitos fez com que eu acalmasse um pouco a sensação de impotência e temor passional que me tomou de assalto desde o último domingo, quando me vi diante de uma potencial sedução luciferista tenebrosamente intimidadora, destas que poderiam me causar cortes (carnais) tão profundos quanto estes da fotografia. Tenho mais é que ter cuidado: paixões à segunda vista talvez sejam mais produtivas...

Wesley PC>

Um comentário:

iaeeee disse...

tomaremos cuidado sim!