segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

O QUE ESTE PROGRAMA TEM QUE EU NÃO TENHO?!

Às 23h15’ de domingo, eu estava na casa de uma vizinha, contemplando os pés grandes de um rapaz, quando a atenção de todos os presentes na sala voltou-se para a votação de um programa de TV, que decidiria quem seria eliminado do mesmo. Uma garota de 19 anos reclamou que os dois competidores elencados para serem expostos ao escrutínio dos espectadores eram os mais bonitos do programa e, estranhamente, eu me vi preso num estratagema vitorioso da mais reles e repugnante TV comercial: o que este programa tem que eu não tenho?!

Por mais vergonhoso que pareça, sou obrigado a admitir que, mesmo detestando a idéia-base do programa, que finge tolerar o ‘voyeurismo’, quando, em verdade, o desprestigia sob o mais repugnante dos pastichos vendáveis, sou vitimado pela forçação de barra no que tange à sensualidade dos participantes. Por serem pessoas “comuns” desnudadas em situações banais, algo na camada mais chula de meu subconsciente me faz querer buscar imagens (semi)nuas de alguns destes participantes, o que, por extensão, me faz retroalimentador da ojeriza vinculada ao referido programa. Conclusão inicial: sou fraco, preciso prestar mais atenção em minhas debilidades externas!

Que fique bem, claro, porém, que, no conforto de minha residência, eu NÃO assisto ao sub-referido programa, nem tampouco me interesso por seus conflitos banais, mas já busquei informações fotográficas das regiões impudendas de alguns dos participantes em mais de uma situação. Ou seja, no plano geral, o argumento diferencial nesta pretensa justificativa é demasiado chinfrim. E, talvez na terça-feira, noite de eliminação, eu esteja novamente na casa desta vizinha, aguardando para contemplar novamente os pés grandes do rapaz. Minha culpa, minha máxima culpa!

Wesley PC>

2 comentários:

tatiana hora disse...

é aí que eu digo aquela minha velha frase:

o que uma pessoa é capaz de fazer por sexo? o quê, meu deus?

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

neste caso, pela contemplação sensual.

nunca vi o BBB atual, mas este cara da foto é gato mesmo!

Rafael disse...

todos reclamam, todos assistem...quanto mais tentamos ser diferentes, mais percebemos que somos iguais. Estamos aglutinados na massa, dela, para ela e com ela sempre viveremos queiramos ou não.