quinta-feira, 14 de maio de 2009

FAIXA 08: “LISBELA” (por Los Hermanos)


“Eu quero a sina de um artista de cinema
Eu quero a cena onde eu possa brilhar
Um brilho intenso, um desejo, eu quero um beijo
Um beijo imenso, onde eu possa me afogar
Eu quero ser o matador das cinco estrelas
Eu quero ser o Bruce Lee do Maranhão
A Patativa do Norte, eu quero a sorte
Eu quero a sorte de um chofer de caminhão
Pra me danar por essa estrada, mundo afora, ir embora
Sem sair do meu lugar
Pra me danar, por essa estrada, mundo afora, ir embora
Sem sair do meu lugar
Ser o primeiro, ser o rei, eu quero um sonho
Moça donzela, mulher, dama, ilusão
Na minha vida tudo vira brincadeira
A matinê verdadeira, domingo e televisão
Eu quero um beijo de cinema americano
Fechar os olhos fugir do perigo
Matar bandido, prender ladrão
A minha vida vai virar novela
Eu quero amor, eu quero amar!


Juro que, a fim de não entrar em conflito com a discrição “intimista” do moço da foto, tentei encontrar outra pessoa para homenagear com esta canção, mas... Não deu! Sabendo o que ele anda ouvindo enquanto conversa conosco no MSN, conhecendo alguns de seus proto-segredos e sentindo a sua ausência física enquanto comemoro seu êxito viandante e físico, pertence ao cândido Wendell Bigato a matinê de hoje!

Wesley PC>

3 comentários:

Pseudokane3 disse...

Agora que eu vi: na ordem correta do CD, esta faixa é posterior à que postarei amanhã...

Mas não enxergarei esta troca como um erro, mas como um "ato falho", dado que O AMOR É FILME, em minha visão, pode causar polêmicas (des)necessárias...

Na espera, portanto.

WPC>

Bigato disse...

Não tinha essa foto Weslinho, valeu, é bom lembrar...

Pseudokane3 disse...

Uma das minhas intenções com estas "homenagens" é precisamente mostrar fotos alheias que eu TENHO (risos)

Põe na tua lista, que esta foto é um primor!

WPC>

PS: amanhã a porca torce o rabo!